sábado, 1 de outubro de 2016

O morador da rua pobre

Uma senhorazinha havia dito: "Morar numa ruazinha como aquela? Que será?"


É rua pobre.
É sem esquinas e falta portas.
É sem guarida  e falta postes.
É sem plantinha e falta pedra.
É sem recreio, pois  falta pão,
 e falta prole,
e falta pipa.

(Mas que imponente
c'est ma Champs-Élysées,
c'est ma Avenue Montaigne,
c’est ma Rue Soufflot!)

De um porquê, a rua pobre,
toda despida, toda rasgada,
é a minha volta, a minha casa,
pois nela mora 
(quem a adorna),
o meu amor,
eterno amor!

(Depois de tantos anos no mundo, agora vive, anonimamente, em farrapos nessa rua, num galpão em destroços. Boca da noite, a senhora da casa da frente lhe leva comida. E é ela voltar e fechar a porta, ele pega a cantarolar estes versinhos que inventou. Daí, chora. Chora).

65 comentários:

  1. Márcio, Márcio, que profundo! Nossa, é ela? Ele andou pelo mundo e voltou para ela? Conta, vai... rsrsrsrsrs. lindo, meu aluno!

    Marta Maria

    ResponderExcluir
  2. Coisa de artista! Show!


    Andrea Coelho

    ResponderExcluir
  3. que liiinndo! Beijo, márcio.


    lúcia mars

    ResponderExcluir
  4. Muito legal ler seus textos. Imagens literárias de primeira qualidade. Beijo Márcio Buriti.


    Luciana Borges

    ResponderExcluir
  5. Rafhaella Borges
    curtiu O MORADOR DA RUA POBRE

    ResponderExcluir
  6. Um texto, mais um, pra lá de bonito, lindo marcio. Beijo...


    Suelane

    ResponderExcluir
  7. Oi, Márcio, vi no g+. Que bonito, hein... Bjo,


    MLuco

    ResponderExcluir
  8. Um pequeno texto que nos enche de romance. Muito bacana. Beijinho, Márcio.


    Isabela Borges

    ResponderExcluir
  9. Que história guardam ruas, que vidas vão e vão nas reviravoltas do tempo. E nem sempre as viradas hão de nos agradar. Mas eis que qualquer casa, qualquer ruinha, ainda que tão pobrezinha é lugar de paraíso se ali habita o amor. Sempre linda sua página, Marcio. Abraço.

    ResponderExcluir
  10. Alice Pinto
    curtiu O MORADOR DA RUA POBRE

    ResponderExcluir
  11. Vanessa Lopes
    curtiu O MORADOR DA RUA POBRE

    ResponderExcluir
  12. Sempre uma beleza. Bom demais!


    Fabiana Lopes

    ResponderExcluir
  13. Não importa se é um palácio ou um bangalô o importante é que existe a presença do amor... Parabens poeta lindo Gisselda.

    ResponderExcluir
  14. Um texto cheio de imagens e reflexão. Beijos, Márcio.



    Anne Andreia

    ResponderExcluir
  15. Muito, muito, muito bommmm! Beijo, querido.


    Nayara RSantos

    ResponderExcluir
  16. Quer saber? Um espetáculo! Muita coisa nessas poucas linhas. Beijo, lindo escritor MárcioBuriti.


    Annalúcia Oliveira

    ResponderExcluir
  17. Eu só quero dizer que fiquei encantada com tudo nestas poucas palavras. Só isso.



    Débora Custódio

    ResponderExcluir
  18. Um espetáculo!



    Aline Gomes

    ResponderExcluir
  19. Carollina Lemes
    curtiu O MORADOR DA RUA POBRE


    ResponderExcluir
  20. Rafael Borges
    curtiu O MORADOR DA RUA POBRE

    ResponderExcluir
  21. Maria Alves Céo
    curtiu O MORADOR DA RUA POBRE

    ResponderExcluir
  22. Que lindo gente que texto interessantíssimo ! É de encher os olhos... Ah mas Márcio é Márcio e ponto, né?rs
    Muito obrigada pelo doce carinho, que faz de mim, um ser tão especial. Você é um querido...

    Beijo!

    Ps. Perdoe-me a ausência mas prometo vir mais vezes...

    ResponderExcluir
  23. Não é qualquer dia que a gente lê um texto assim, tão cheio de imagens puramente literárias. Grande Márcio!


    Larine Luz.

    ResponderExcluir
  24. hermoso texto, Marcio Buriti. Muy bien escrito, gran lectura. Besos.

    MartaSuarez

    ResponderExcluir
  25. Que lindeza, Márcio!
    Romanticamente e melancolicamente encantador.
    Não importa o lugar para se viver desde que se esteja ao alcance de um grande amor.
    Ótimo final de semana!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  26. Andou pelo mundo, e agora perto do amor de toda vida. Um espetáculo de texto, marcio. Muito obrigada. beijos,


    Keyla Beatriz

    ResponderExcluir
  27. Dilce Nery Toledo
    curtiu O MORADOR DA RUA POBRE

    ResponderExcluir
  28. Seus textos em grandes emoções, Márcio. Muito obrigada!


    Solange SSP

    ResponderExcluir
  29. un texto precioso, con mucha emoción. márcio, nostal... besos.

    Stel.

    ResponderExcluir
  30. Ainda quero ver estas prosas e histórias reunidas nas minhas mãos, lindo. Beijo...


    Anina

    ResponderExcluir
  31. Oi Marcio, quanto tempo, querido... feliz com seu novo texto excelente. Bjo!

    Jane.

    ResponderExcluir
  32. Oi Marcio, quanto tempo, querido... feliz com seu novo texto excelente. Bjo!

    Jane.

    ResponderExcluir
  33. Fiz excelente leitura. Mais um texto de categoria de Marcio. Obrigad,

    Hellen Oliveira.

    ResponderExcluir
  34. Isso dá um belo romance no cinema com a vitória do amor, pois a mulher que dá comida ao morador de rua é o seu eterno amor. Ele que andou mundo não encontrou ninguém como ela. Só resta lhe dar os parabéns pela inspiração, Márcio. Beijo,

    Rose Dayle

    ResponderExcluir
  35. Recomendo!


    Ysolda Cabral

    ResponderExcluir
  36. Um texto e tanto!
    Beijos, Marcio.


    Cristina CTBA

    ResponderExcluir
  37. Mariana Oliveira
    curtiu O MORADOR DA RUA POBRE

    ResponderExcluir
  38. Um excelente texto, desses que mexem com a imaginação pelas imagens que cria. Valeu, Márcio Buriti!


    Danilo Viça

    ResponderExcluir
  39. Acabei de ler um texto muito muito legal. Seus textos ficam na imaginação, e isso é quase uma magia. Obrigada, Márcio! Beijos...

    Aída H Franco

    ResponderExcluir
  40. Muito bonito, Márcio! Parabéns!


    Nardel Prado

    ResponderExcluir
  41. Seus textos são de boa leitura. Muito obrigada, Márcio.


    Fernana Magalhães

    ResponderExcluir
  42. Marcio y sus historias líricas y emocionales. Besos de tu fan Silvia Caminos.

    ResponderExcluir
  43. Cada texto seu é um prazer na leitura. Qual o mais bonito e emotivo? Beijo, MarcioBuriti.


    Cristianne B. Alves

    ResponderExcluir
  44. Um lindo texto! Show!


    Alice Augusta

    ResponderExcluir
  45. Simplesmente, maravilhoso! Sensibilidade, ternura... verdade. Pobres não são as ruas, mas as almas. Abraço.

    ResponderExcluir
  46. Tá vendo como é a força do verdaeiro amor? Viajou o mundo e voltou, morando numa rua pobre por ela, que enfeita a rua. Demais, Marcio. Muitíssimo bom. Beijo, lindooo...


    Suzanna Moura

    ResponderExcluir
  47. Agora é pensar nesse texto o dia todo, de tão bonito e emcionante. lindo, marcio.


    Danny Haney

    ResponderExcluir
  48. Mais um texto lindo, Marcio! Beijo e obrigada,


    Alessandra Souza

    ResponderExcluir
  49. legal demais, demais! Valeu, Márcio Buriti. Bjo!


    Aline Santiago

    ResponderExcluir
  50. Uma leitura excelente. Muito bem, Marcio.


    Amanda Barbosa

    ResponderExcluir
  51. Queria passar o dia todo lendo. Muito bom!


    Ariane Rosa

    ResponderExcluir
  52. Gosto dos poemas minimalistas...poucas palavras que dizem tudo....coisa de mestre, parabéns!

    Regina Bertoccelli

    ResponderExcluir
  53. Uma beleza de texto, marcio buriti. muita criatividade a sua, parabéns...


    Leydiane de Paula

    ResponderExcluir
  54. É gratificante ler seus textos. Sempre surpreendendo, parabéns e sucesso !


    Neuza Suzini

    ResponderExcluir
  55. Franscisco Alves Lemes
    curtiu O MORADOR DA RUA POBRE

    ResponderExcluir
  56. Poeta? Palavras sábias que acalma o coração de quem precisa


    Lilian Bruna Alves Lemes

    ResponderExcluir
  57. em poucas linhas uma grande história de amor. linnndo!



    Andrea Gomes

    ResponderExcluir
  58. Muito bom, muito mesmo, Marcio. Parabéns!!


    Adelúcia

    ResponderExcluir
  59. Uma escrita sensacional, a sua forma de escrever encanta, lindo. Beijo....


    Carol Scheyne

    ResponderExcluir
  60. É muito bom te ler, marcio. Obrigada pelo convite, viu? Beijo,


    Marcela Silviet

    ResponderExcluir
  61. Ótima leitura. Ótimo ler sobre a força do amor. Palmas, Marcio.


    Érica Washington

    ResponderExcluir
  62. Uma beleza de literatura. Você escreve legal. Beijinhos...


    Hellen Sant'Ana.

    ResponderExcluir
  63. Li, reli, encontrei preciosidades, um veio de diamantes, uma sensibilidade enorme com o trato com as palavras. Pena que não consegui entender o sentido, creio que só você o sabe. Abraços, grande Márcio!!!

    ResponderExcluir
  64. Oi Márcio,
    Um texto belo e reflexivo...
    Muitas vezes a rua é mais pobre que o morador.
    Quem transborda amor nunca será pobre.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  65. ... Mas na rua sobrava amor. Portas? Jardins? Haveria ? Sim. No imaginário de quem ofertava carinho, abnegação. Felicidade existindo nas coisas mais simples da vida. Parabéns, pela criatividade. Bj. Márcio.

    ResponderExcluir

Que bom receber seu comentário! Ele será publicado. Obrigado!