quarta-feira, 10 de abril de 2013

Maria Flor do Brasil


Por tantas emoções e lutas vencidas, estas linhas vão para Maria Céo.



TINGUI, jequitibá, ipê-rosa e buriti onde o bando de araras anuncia o dia. Amescla-de-cheiro e mico-leão-dourado; matas de igapó, orquídeas, beija-flores e flores baldias. Que pureza!
       Mas nada disso prende o moço, pois o que ele tem na cabeça, e na ponta do lápis, é a imagem dela: cabelos crescidos sem amarras, sorriso e seios livres. Valente, tostada do sol, ágil na flecha, no laço, no remo e na pesca de anzol.
          Uns passarinhos,  quem sabe os saíras-de-sete-cores,  bailam  no céu, como um baile de diamantes ao sol, e pousam na amora-do-mato, acima do riozinho. Que pureza!
         Mas nada disso mina da ponta do lápis do moço, pois o que ele tem na cabeça é a imagem dela: na jangada a vencer vento e águas bravas... Ou solta no lombo de um potro indócil e teimoso, domando e guiando-o à dura trava.
         Na boca da noite, com os vaga-lumes luminescentes na beira da mata, soa triste o canto da jaçanã. Noite feita, o fogo da lenha aquece e alumia os casos de onça-pintada, mãe-d’água e acauã. Que pureza! 
          Mas nada disso prende o moço, pois o que ele tem na ponta do lápis é a imagem dela: zelando das flores e dos filhos... Em pé, ao cantar dos galos, já de foice ao ombro, deixando a casa de sapé. É a lida carpir e plantar e colher, a cantar uma canção de fé.
          — Quem és tu? ―  indaga-lhe o  moço,  admirado. ― Quem  és,  que as onças vêm beber do seu pote a água fresca? Quem és, que ventos e raios e pragas não passam de coisas pitorescas? Tu és de verdade, ó mulher? E que passos firmes, sem mãos ao quadril?
          A brava  mulher fita a  linha  do mundo  e tece o seu nome do próprio caráter varonil:
           — Eu sou e  sempre serei a Maria Flor do Brasil!
           Admirado, o moço  se despede:
           — Até  logo, dona Maria Flor.






32 comentários:

  1. Representación bonita, Marcio. Quisiera conocer a este trabajador personalmente. Abrazo.

    ResponderExcluir
  2. Que belo e lindo texto, simplesmente carente de qualquer reparo. Parabéns.

    ResponderExcluir
  3. Amei! Maravilhoso trabalho, Márcio.
    Parabéns!

    Sua fã,

    Rosângela Jacinto

    ResponderExcluir
  4. muito lindo Márcio....simples e lindo...
    bjos
    Izabel Christina

    ResponderExcluir
  5. Que coisa mais linda! Verdadeira prosa poética das mais inspiradas. '' Que pureza!'' É muito bom ler você.

    ResponderExcluir
  6. Belíssimo e lírico texto, Márcio. Simplesmente perfeito!

    ResponderExcluir
  7. Deus te deu um lindo dom e você sabe como usá-o muito bem. Parabéns! Carinho da Cida.

    ResponderExcluir
  8. Linda e valorosa Maria Flor.Conceição Gomes

    ResponderExcluir
  9. E tudo o que em ti encontro, seu moço, é poesia brincando na ponta do lápis, são palavras luminescentes clareando a boca de céu da alma-noite, sedenta de beber da pureza fresca que brota no sorriso e nos seios livres dos teus versos em prosa!
    Quem és tu eu já sei, moço que com a ponta do lápis tece a magia na linha do mundo, fazendo das letras laços de fita a embalar sutilezas como ninguém jamais viu!
    Renovados aplausos meus, querido encantador de palavras e corações.

    ResponderExcluir
  10. Olá, Márcio. E Maria Céo deve estar no céu de tanta alegria. Lindo demais! Feliz por teres reencontrado o Google.

    ResponderExcluir
  11. Gostosíssimo de ler!
    O que ele tem na cabeça, e na ponta do lápis é tão igual ao que vasa do coração, que esparrama-se pelo chão e faz subir o suor da magia,e, com as mesmas gotas, mistura-se com o grafite da poesia, cria... dá a ela os seios livres, próprio de uma linda senhora, Maria Flor do Brasil!
    Abraços

    ResponderExcluir
  12. Um texto lindo e mágico. Gostei muito.

    ResponderExcluir
  13. Para mim,tu és o maior escritor que conheço.
    Me rogulho muito de ti.
    Só falta torcer para o galo mineiro....

    ResponderExcluir
  14. Descrição pictórica de beleza singela, encantando os nossos olhos. Tudo lindo, mas nada se compara à beleza da mulher amada: valente e sutil.
    Percebe-se a intenção do autor em homenagear pessoa importante em sua vida. Parabéns aos dois.

    ResponderExcluir
  15. Não tenho nem palavras para agradecer pelas lindas palavras, pelo lindo texto. Fortes emoções com a leitura disso aqui. Eu sou e sempre serei a Maria Flor do Brasil. Beijo
    Maria Céo

    ResponderExcluir
  16. Eu conheci um pouco dessa gente maravilhosa em viagens pelo País. Impossível não se seduzir à sua força e beleza.
    Amei.

    ResponderExcluir
  17. Já havia estado aqui. Volto, releio e cumprimento-o pela bela homenagem. Abraços!

    ResponderExcluir
  18. Hola Márcio, lo que es un hermoso texto. Quería pasar el día en su blog. Mi beso, Stell. (¿Recuerde que cuando me llamó Stell?)

    ResponderExcluir
  19. Nana Okida
    Bom dia moço lindo!!! Que bom te encontrar aqui com esta prosa maravilhosa!!! Amei!!!

    ResponderExcluir
  20. Lenapena
    O mundo está repleto de guerreiros e guerreiras anônimos, lutadores da boa luta, que em silêncio traçam seus caminhos, buscando sempre pela paz, o sorriso nos labios e nos olhos, lhes garantem a serenidade da alma. E os olhos atentos admirando as belezas da mãe natureza, falam da sensibilidade que cultivam. Linda prosa. Um bom dia a vc, Márcio

    ResponderExcluir
  21. Lucimar Alves
    Ficou simplesmente lindo!

    ResponderExcluir
  22. Maria Mineira
    Márcio, que alegria senti ao te ler no Recanto novamente! Eu acompanho seus textos no blog, mas, aqui nós somos vizinhos. Aqui proseamos na beira da cerca, que nem dois cumpadis de outros tempos. Adorei seu texto! Parabéns! Abraço da amiga que mora na Serra.

    ResponderExcluir
  23. Miguel Jacó
    Boa tarde Márcio,registro a minga grata satisfação pelo seu retorno a este recanto dos encantos literários, ele fica muito mais completo com esta sua inequívoca competência poética. Pois bem já chegastes com uma prosa de intenso relevo literário, um excelente enredo e uma narrativa impecável, deste ser feminino primitivo que nos encanta com seu charme, e habilidades diversas, parabéns pela sua envolvente prosa, um grande abraço, MJ.

    ResponderExcluir
  24. Pedro Galuchi
    Que bela história. Parabéns pela criatividade.

    ResponderExcluir
  25. Zeni Bannitz
    Linda e encantadora Maria Flor do Brasil!!!BjZ

    ResponderExcluir
  26. escribalice
    "A brava mulher fita a linha do mundo e tece o seu nome...Ah poeta, vc escreve com letras puras..divinamente belo!...Vc é de verdade Poeta?..Meu abraço, Linda noite, viu?

    ResponderExcluir
  27. José Humberto C Soares
    Da beleza de uma flor, surgem as sementes da vida. Amigo, forte e terno abraço, Humberto.

    ResponderExcluir
  28. Maria Flor é simplesmente bonito, recheado de pureza. E o moço se despediu mesmo dela? Espero que sim, rss, rss. Você escreve muitíssimo bem, Márcio. Parabéns.
    Érica Regina Washington

    ResponderExcluir
  29. Um texto fenomenal! Parabéns, Márcio Buriti.

    Anderson Peixoto

    ResponderExcluir
  30. Deveria ter todo o sinônimo de "claro", é "bonito", para comentar aqui. Fantástico, Marcio. Bjo!


    Aline Gomes

    ResponderExcluir

Que bom receber seu comentário! Ele será publicado. Obrigado!